sábado, 23 de junho de 2012

12 Praias para curtir em julho no Brasil

Quer fugir do frio e ganhar um bronzeado em pleno inverno? Saiba quais são as praias brasileiras em que sol aparece no meio do ano

Você, que não é fã de frio, pode aproveitar as férias de julho para acabar com o "branco escritório" que tomou o seu corpo e ganhar um belo bronzeado. Não, não estamos mandando você para a Europa ou para o Caribe!

Mesmo no inverno brasileiro, há diversas áreas no Brasil em que o sol brilha forte, como o do litoral sul da Paraíba, o Ceará e do Piauí. A época também é favorável para aproveitar as praias fluviais do Rio Araguaia, em Tocantins, e da Ilha do Marajó, no Pará. No Sudeste, a Região dos Lagos (RJ) é uma boa pedida, além de Itaúnas, que tem em julho um animado festival de forró, e Paraty, que reúne os cults interessados em literatura, na já famosa Flip (Festa Literária Internacional de Paraty).

E ainda sobrou Noronha, a ilha que ostenta as melhores praias do Brasil, com sol o ano todo - a estiagem começa em julho. Não há lareira ou fondue que o convença a tirar o pé da areia.

VEJAM AS FOTOS
Tambaba, Conde, Paraíba
Ficou famosa por ter se tornado, em 1991, a primeira praia oficial de nudismo do Nordeste. Mas já mereceria atenção por sua beleza: a faixa de areia é pequena, mas cercada de falésias, coqueiros e vegetação de restinga. Pelo acesso principal há um pequeno trecho destinado a quem prefere usar trajes de banho. Depois há um bar e algumas pedras, que marcam o início dos 300 metros da parte nudista. Homens desacompanhados de mulheres não podem entrar. Também não é permitido filmar ou fotografar


Jericoacoara (CE)
As chuvas diminuem drasticamente em Jeri no mês de julho – a seca vai até o fim do ano - e os ventos sopram mais forte, o que favorece a prática de kite e windsurfe. Por isso, se você escolher este destino para suas férias de julho ou do segundo semestre, são grandes as chances de pegar praia, com direito ao cênico pôr do sol nas dunas. Apesar do acesso difícil até a vila – é preciso sacolejar por uma estrada de areia de jardineira ou bugue, a partir de Jijoca – Jeri tem boa infraestrutura de turismo, com várias pousada e restaurantes, sem perder aquele clima de simplicidade


Fernando de Noronha (PE)
Noronha tem as praias mais lindas do País e sol o ano todo. No segundo semestre, o arquipélago fica ainda mais seco – e em setembro e outubro o mar fica mais calmo, propício para mergulhos, uma das atividades mais recomendadas na região. Imagine só, você de frente ao cenário da Baía dos Porcos da foto acima, enquanto seus amigos estão de blusa de lã? É de matar de inveja.


Fortaleza (CE)
Enquanto grande parte do País está debaixo das cobertas tremendo de frio, o litoral cearense desfruta de um clima seco e ensolarado. Para quem prefere praias urbanas, com megabarracas e gente circulando pelas areias, a opção é Fortaleza. Na capital cearense, é época de seca de julho até o fim do ano. Aproveite a Praia do Futuro, com sua faixa de areia extensa e larga, onde há muita estrutura para o turista, durante o dia e à noite – há animadas festas e shows nas barracas. A Praia do Meirelles (foto) é onde se concentram vários hotéis, é indicada para fazer caminhadas e corridas no calçadão


Praias fluviais do Rio Araguaia (TO)
A população local e os turistas curtem as praias fluviais do Rio Araguaia em julho. Além de se divertir de jet ski e banana boat, dá para fazer passeios de barcos e admirar a rica fauna local: botos, tartarugas e uma variedade de pássaros podem ser avistados. Há hotéis (poucos e simples) nas cidades de Aruanã e Conceição do Araguaia.

Búzios (RJ)
Durante todo o ano, Búzios (RJ) têm índice pluviométrico baixo – não é à toa que se nota a presença de muitos cactos na vegetação local. Junho, julho e agosto são os meses mais secos, que permitem você se divertir nas areias de praias como Azeda e Azedinha ou em passeios de escuna pelas diversas prainhas da região. Em julho come-se bem: tem o Festival Gastronômico de Búzios. Só não espere a badalação das noites de verão na Rua das Pedras, onde se concentram as lojas e restaurantes. Outra advertência: a água é friiiia!


Arraial do Cabo (RJ)
Assim como Búzios e Cabo Frio, Arraial do Cabo está na Região dos Lagos fluminense, com baixo índice pluviométrico. Sem nuvens, dá para aproveitar a areia branquinha e o mar cristalino azul-claro de praias como o Pontal do Atalaia (foto). Os passeios de barco levam para conhecer os melhores pontos do litoral. Você pode achar a água fria demais, mas vai levar para casa um bronzeado dourado mesmo no inverno
Itaúnas (ES)
Em julho, Itaúnas fica agitada com o Festival Nacional de Forró – em 2012, o evento vai de 14 a 22 de julho. Jovens de vários estados vêm para curtir o arrasta-pé da vila, além das praias selvagens e as dunas de até 30 metros da vila. O sol aparece o ano todo e as chuvas diminuem entre junho e agosto.

Paraty (RJ)
Literatura, cidade colonial e praia formam uma bela combinação em Paraty. A cidade recebe a Flip, Festa Literária Internacional de Paraty, que em 2012 será de 4 a 8 de julho. Quem quiser aproveitar o período para dar um upgrade intelectual (e no bronzeado) precisa correr, pois as vagas nas pousadas acabam logo. Entre uma palestra e outra, aproveite a variedade de bons restaurantes, de cachaças e de artesanato. As praias estão distantes do centro histórico, mas não deixe de conhecê-las, pois têm água cristalina e muitas são rodeadas de mata atlântica preservada, como a Praia do Cachadaço (foto). Aproveite os meses de junho, julho e agosto para isso, pois são os meses em que chove menos na região.


Barra Grande (PI)
Um canto ainda desconhecido pela maioria dos brasileiros, Barra Grande tem ruas de areia e poucos serviços (não é há bancos ou postos de gasolina). As boas condições de vento e mar tranquilo atraíram os praticantes de kitesurfe. Julho é um bom mês para curtir o sossego por lá, pois o tempo está firme

Icaraí de Amontada (CE)
A 180 quilômetros a oeste de Fortaleza, entre Flecheiras e Jeri, está Icaraizinho, como é chamada Icaraí de Amontada pelos íntimos. A pequena vila lembra a Jericoacoara de 20 anos atrás, com aquele clima de paraíso perdido. Há poucas pousadas, mas algumas delas são charmosas como a Villa Mango (foto) e Café Zapata, indicadas pelo GUIA QUATRO RODAS. A praia central da vila é extensa, tem mar esverdeado e dunas – e você vai poder aproveitar tudo com clima ensolarado. Ventos sopram a favor de praticantes de kite e windsurfe

Praias fluviais da Ilha de Marajó (PA)
De junho a dezembro, é época de estiagem no Pará, melhor época para aproveitar as praias fluviais da Ilha de Marajó. Pousadas e serviços estão concentrada na cidade de Soure, a maior da Ilha de Marajó. É aqui que está a Praia do Pesqueiro (foto), com uma faixa de areia extensa, que recebe muitos turistas em julho


Adaptação: Idelvan Fernandez



Postar um comentário